Revestimentos modernos: o que é e como funciona o porcelanato líquido?

Antigamente, ele só era utilizado em hospitais e grandes empresas, principalmente as do gênero alimentício; agora, está dominando as casas mais modernas e elegantes, seja para as áreas internas ou externas. Estamos falando do porcelanato líquido, um revestimento para pisos que ganhou esse nome por levar a beleza do porcelanato a um novo nível: sem rejuntes, ele garante uma aparência uniforme, elegante e de brilho intenso, além de possibilitar a criação de padrões decorativos.

Mas, como funciona a aplicação?

Os tipos de porcelanato líquido

Na verdade, esse nome é utilizado para se referir a vários tipos diferentes de aplicação que são conhecidos pelos especialistas como piso monolíticos, formados por resinas em estado líquido e com diversas composições – as mais comuns, de epóxi e poliuretano.

Mas, para saber qual delas se adéqua melhor à sua casa, é preciso entender as diferenças entre elas:

porcelanato líquido
Imagem: flickr/XoMEoX

 

– Ambos podem ser colocados sobre pisos comuns, mas o piso autonivelante, como é conhecida a resina de epóxi, pode ser simplesmente jogada e espalhada sobre uma superfície, nivelando-se automaticamente. O de poliuretano é aplicado com rolo, como uma pintura, e requer um preparo cuidadoso do piso original para que o resultado seja satisfatório.

– Enquanto o poliuretano é disponibilizado apenas nas cores branca, cinza e bege e exige colocação uniforme, o epóxi vem em várias cores e ainda permite que se faça desenhos e composições variadas.

– Ambos são resistentes, mas por motivos diferentes: o epóxi tem resistência química, e os de poliuretano resistem mais a riscos, choques térmicos e dilatações, e tendem a trincar menos.

Como é feita a aplicação?

No caso do porcelanato líquido de poliuretano, mais indicado para residências pela sua resistência a riscos, o primeiro passo é aplicar uma espécie de rejunte cimentício nos rejuntes, para nivelar sua altura com a do piso.

Em seguida e respeitando o tempo de secagem, é a vez do primer, que nivela a superfície e oferece aderência ao poliuretano. Depois de mais um período de secagem é que a aplicação da tinta é realizada – e o período de secagem dessa última fase costuma durar vários dias.

porcelanato líquido
Imagem: flickr/JasonLander – Imagem de capa: flickr/JanetRamsden

 

CUIDADOS IMPORTANTES

Ao optar pelo porcelanato líquido, é preciso ficar atento aos fornecedores e profissionais que você escolhe para prestar o serviço – alguns vendem o poliuretano ou epóxi, mas aplicam materiais como o poliéster, que enganam o olhar mas têm uma duração e resistência muito menor.

Além disso, lembre-se que quanto mais brilhoso for o acabamento, mais visíveis serão os riscos. Em ambientes úmidos, é melhor adicionar um antiderrapante ou agregados com areia, evitando acidentes.

AkiLar

Share
Share